VISITANTES

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Volta Até Mim No silêncio Da Noite


Volta até mim no silêncio da noite
a tua voz que eu amo, e as tuas palavras
que eu não esqueço. Volta até mim
para que a tua ausência não embacie
o vidro da memória, nem o transforme
no espelho baço dos meus olhos. Volta
com os teus lábios cujo beijo sonhei num estuário
vestido com a mortalha da névoa; e traz
contigo a maré da manhã com que
todos os náufragos sonharam.

Nuno Júdice

4 comentários:

  1. Amiga desculpe de me vir intrometer no seu caminho mas passei e gostei, e gostaria de a seguir.
    O seu blogue é lindo, qualquer deles, vou deixa-la com um versinho que me fez lembrar o titulo do seu poema.

    Volta atrás vida vivida
    para eu tornar a ver
    aquela vida perdida
    que não a sobe viver.

    Beijinhos de luz e paz.

    ResponderExcluir
  2. Volta até mim no silêncio da noite
    a tua voz que eu amo,
    Sempre chamará por ti...
    Beijo

    ResponderExcluir