VISITANTES

sábado, 8 de outubro de 2011

Canção de Amor


Era madrugada ainda
O vento soprava na minha direção
Trazendo o som contagiante de uma canção
Através de uma voz sensual, linda!

Seduziu-me aquele som
Cantar assim como um rouxinol, uma cotovia
Confesso, também queria
Pena que não tenha esse dom!

Estavas bem perto, no final da rua
Cantavas e encantavas a todos sob olhares da lua
Num pequeno banco do jardim

Me aproximei, tuas mãos então tomei
Me abraçaste, te beijei
Hoje cantas só pra mim!


Walter Pereira Pimentel

Um comentário:

  1. Hoje cantas só pra mim!
    ...............
    Pois cantarei...
    Tu mandas...
    Beijo

    ResponderExcluir