VISITANTES

domingo, 10 de junho de 2012

O Mar



O mar
sorri ao longe.
Dentes de espuma,
lábios de céu.

- Que vendes, ó jovem turva,
com os seios ao ar?

- Vendo, senhor, a água
dos mares.

- Que levas, ó negro jovem,
mesclado com teu sangue?

- Levo, senhor, a água
dos mares.

- Essas lágrimas salobres
de onde vêm, mãe?

- Choro, senhor, a água
dos mares.

- Coração, e esta amargura
séria, onde nasce?

- Amarga muito a água
dos mares!

O mar
sorri ao longe.
Dentes de espuma,
lábios de céu.


Federico Garcia Lorca (1898-1936)

Um comentário:

  1. O mar
    sorri ao longe.
    ...............
    Antes longe...agora bem perto...
    Beijo

    ResponderExcluir