VISITANTES

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Certas Paixões


Há amores que florescem sem nunca se buscar
Numa virtualidade ousada e pouco usual
Onde palavras são o toque, o doce manancial
Vibração constante como néctar a gotejar.

Vão num crescente de carinhos e ousadias
Mesmo sem olhos ardentes e lábios sedentos
Uma paixão que esmera-se no correr dos dias
Resguardada por amantes atentos.

Talvez uma ilusão transmutada em sentimento
Tornando a vigília, necessária e constante.
Mas, o amor extraido deste devaneio distante
Fáz-se prazer em seus poucos momentos.


-Helena Frontini-

Um comentário:

  1. Onde palavras são o toque,.....e a imaginação
    faz o resto....
    Beijos

    ResponderExcluir